Apertar mais o cinto  


Afinal a economia portuguesa vai crescer menos do que o Governo esperava, mas que era esperado pela Comissão Europeia, pelo FMI e até pelo Banco de Portugal e ainda por todos os agentes políticos e económicos. O Governo já deu o braço a torcer e reviu as suas previsões.

O engraçado é que agora que o crescimento é o pior da zona europeia a culpa é da conjuntura internacional mas quando crescia acima da média europeia todos os louros eram das políticas económicas do Governo. O que está falhar? Será apenas um problema de conjuntura internacional? Do subprime americano? Do aumento do preço do petróleo? E as políticas de investimento? E a dinamização das exportações? E o menor "consumo" das famílias por via do fraco poder de compra e do desemprego?

O pior disto tudo é que a inflação vai aumentar e os salários vão perder ainda mais poder de compra. São anos seguídos de sacrifícios. Se juntarmos a crise do emprego, as altas taxas de juros, o aumento dos preços dos produtos de consumo de maior necessidade, os 15 aumentos de combustíveis este ano, a situação das famílias, médias e baixas, é verdadeiramente insustentável. Dos coitados dos reformados e dos idosos é melhor nem falar.

Aditamento:O Bloco de Esquerda defende um aumento intercalar dos salários e das pensões da reforma em linha com a rectificação da inflação. Nada mais justo!


1 comentários

  • Helena  
    16 de maio de 2008 às 23:40

    Como apertar mais o cinto Fernando ?
    Ele ja esta tão apertado, que ja nem tem burracos para o apertar mais...
    Não estou a ver isto ai como aqui muito bom....

    Um beijinho

Enviar um comentário