Pedro Jorge: A liberdade defende-se exercendo-a!  

É operário electricista, dirigente sindical e militante comunista e interveio no Prós e Contras de 28 de Janeiro. Em palavras simples, despidas de estereótipos, pôs a nu a hipocrisia dos discursos políticos dos governantes e a mediocridade dos nossos empresários.

Em paga, por exercer o direito de livre expressão, tem um processo às costas visando o seu despedimento. Estamos no bom caminho!



(vídeo da Secção de Informação e Propaganda do PCP da O.R. de Lisboa, via 5 dias)


4 comentários

  • Marco Gomes  
    10 de abril de 2008 às 12:03

    Pois é meu caro Fernando,

    Vivemos num tempo onde a hipocrisia é um modo de estar e de sobreviver.

    Este senhor ousou dizer a realidade, sem hipocrisias, e está a par com um problem a pela sua sinceridade.

    Infelizmente, nesta sociedade prefere-se prevalecer a "pseudo-imunidade" aos hipócritas, provocadores da crise e os proveitoso de tal, a honrar e respeitar a opinião de quem a sofre.

    Impressionante como existe responsáveis políticos, empresários e demais concubinos que continuam impunemente a desrespeitar e a abusar o simples trabalhador e cidadão que o permite eleger e auferir rendimentos desproporcionais.

    Enfim. urge a mudança.

  • Fernando  
    10 de abril de 2008 às 23:30

    Acho este caso quase inacreditável, Marco Gomes, mas enfim é o país que vamos tendo. O problema é que não vemos alternativas consistentes. Um abraço.

  • Marreta  
    11 de abril de 2008 às 11:30

    A única reacção que me apraz registar é a de profundo nojo! E mais não digo para não ser mal educado.
    Saudações do Marreta.

  • Fernando  
    12 de abril de 2008 às 00:02

    Caro Marreta
    Este caso mexeu muito comigo. Tal como sucedeu contigo também senti um profundo nojo e um aperto muito grande na "alma".

Enviar um comentário